logo

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

[política] MPE pede cassação de Marconi Barretto e Zélia Santos em Ceará-Mirim

O Ministério Público Eleitoral pediu a cassação do prefeito eleito do município de Ceará-Mirim, Marconi Barretto (PSDB) e a vice-prefeita, Zélia Pereira dos Santos (PSDB), por fraudes eleitorais praticadas no último dia 01 de outubro, sendo o MPE, véspera das eleições municipais, tendo como testemunha a juíza eleitoral da 6ª Zona, Valentina Maria Helena de Lima. O processo pede a investigação, cassação de diploma eleitoral, perda de mandato eletivo, além da possibilidade de tornar inelegíveis cinco pessoas por oito anos. Na ocasião, candidatos à prefeitura de Ceará-Mirim declararam apoio em provas nos autos do processo, sobre a união de candidatos, que superou o candidato Júlio César, líder nas pequisas de intenção de voto até a reta final.

A ação de investigação judicial eleitoral, por meio do processo nº 0000747-09.2016.6.20.0006, solicita que sejam investigados, além de Marconi Antônio Praxedes Barreto e Zélia, Renato Martins, candidato a prefeito do município nas últimas eleições, e seu candidato a vice-prefeito, Renato Coutinho, além do atual prefeito de Ceará-Mirim, Antônio Marcos de Abreu Peixoto. A ação pede ainda a suspensão dos direitos políticos de Antônio Peixoto, Renato Martins e Renato Coutinho.

Atualmente o processo está com o juiz João Henrique Bressan de Souza, da 1ª Vara Cível de Ceará-Mirim, pois a juíza da 6a Zona Eleitoral, Valentina Maria Helena de Lima Damasceno declarou-se impedida de atuar no processo pelo fato de ter prestado depoimento como testemunha no Procedimento Preparatório do MPE, que está ligado a esta Ação de Investigação Judicial Eleitoral.

[política] Presidente do TJRN descarta possibilidade de disputar Governo do Estado em 2018

claudio-santos
O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), desembargador Claudio Santos, descartou durante pronunciamento na Câmara Municipal de Caicó nesta quinta-feira (08), a possibilidade de disputar algum cargo eletivo no ano de 2018.

Alvo de polêmicas desde que defendeu a privatização da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), o mandatário do Tribunal afirmou que pretende apenas seguir com sua posição de magistrado, sem dar maiores detalhes sobre o assunto.

O nome de Claudio Santos começou a ser ventilado como um dos supostos candidatos ao Governo do Estado em 2018 após as recentes críticas realizadas junto ao mandato do atual governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD).
Fonte: Agora RN

[economia] Tribunal de Justiça do RN tem R$ 540 milhões de reserva financeira, diz presidente

TJRN
Enquanto alguns poderes estão sofrendo para arcar com as despesas ao longo do ano, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) parece estar alheio à crise financeira que assola o país. Segundo o presidente do TJ, desembargador Claudio Santos, o Tribunal tem, atualmente, cerca de R$ 540 milhões de reserva financeira depositados no Banco do Brasil. A informação foi dada durante entrevista na Câmara Municipal de Caicó, nesta quinta (08).

“Nós temos uma despesa que corresponde a 7,5% do Estado do RN. Se com 7,5% eu economizei R$ 540 milhões, mais ainda poderia ter sido economizado. Tem que se fazer o dever de casa, e olha que eu não fiz tudo que queria não, se não a gente teria 1 bilhão de reais em caixa para ajudar a população do RN, já que esse dinheiro é do Estado do Rio Grande do Norte, e não do Tribunal de Justiça”, explicou o presidente.

Claudio Santos, que vem sendo cotado como um dos possíveis nomes para disputar o Governo do Estado em 2018 devido as críticas realizadas a gestão de Robinson Faria (PSD), descartou nesta manhã a possibilidade de sair com uma candidatura nas próximas eleições. “Sou magistrado, apenas magistrado”, disse o mandatário na mesma coletiva.
Fonte: Agora RN

[saúde] SUS compra supercomputadores para unificar dados de prontuários eletrônicos

Brasília - Durante coletiva no Ministério da Saúde, o ministro Ricardo Barros fala sobre novas soluções para ampliar a capacidade de expandir e informatizar novos serviços do Sistema Único de Saúde em todo terri
O Ministério da Saúde anunciou hoje (8) a compra de três supercomputadores que vão ampliar em até dez vezes a capacidade de armazenamento de dados do Sistema Único de Saúde (SUS). O investimento da pasta com os processadores foi de R$ 67 milhões. A expectativa é que a expansão permita a unificação de todos os sistemas de informática da saúde, possibilitando a integração do uso de recursos e do histórico de atendimento de pacientes em todo o país.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, defende que os novos equipamentos representam redução de gastos públicos por meio da manutenção dos sistemas e da melhoria da gestão. A pasta também aposta que os supercomputadores devem colaborar para um atendimento mais rápido do cidadão por meio do prontuário eletrônico, do Cartão Nacional de Saúde e do Registro Eletrônico em Saúde, entre outros serviços informatizados nacionalmente.

“Recebemos agora os equipamentos, fruto de uma licitação que foi feita em janeiro. E esperamos que, com a licitação do software, consigamos implantar todo o sistema o mais breve possível”, afirmou. “Precisamos que eles [estados, municípios e entidades filantrópicas] nos enviem corretamente as informações.”

O ministério informou que, antes da compra dos supercomputadores, a capacidade de uso de processamento dos servidores estava em torno de 92%. Com a aquisição das máquinas, o número foi reduzido para uma média de 15% a 20% em horários de pico, permitindo o aumento da velocidade no processamento das informações.

A estimativa da pasta é que a implantação da nova plataforma gere uma economia de 10% a 20% dos gastos com atenção básica – algo em torno de R$ 7 bilhões a R$ 14 bilhões.
Fonte: Agência Brasil

[cotidiano] Bolívia prende funcionário que autorizou operação da Lamia

Resultado de imagem para empresa lamia
A Procuradoria-Geral da Bolívia deteve nesta quinta-feira (8) o ex-diretor de Registro Aeronáutico Nacional, Gustavo Vargas, que autorizou a operação da companhia aérea Lamia, proprietária do avião que caiu com a delegação da Chapecoense. As informações são da Agência ANSA.

Gustavo Vargas é filho do diretor-geral da Lamia, também chamado Gustavo, e que foi preso ontem (7). A Procuradoria boliviana investiga se houve tráfico de influência para permitir que a Lamia funcionasse na Bolívia. No momento, a licença da empresa no país está suspensa.

Também foram apreendidos documentos na sede da Direção Geral de Aeronáutica Civil, em La Paz, órgão ao qual pertence o Registro Aeronáutico Nacional, onde Vargas foi diretor. Além disso, a Procuradoria não descarta convocar para depoimento o ministro de Obras Públicas, Milton Claros, que já havia cogitado a hipótese de tráfico de influência.

Fundada em 2009, no estado de Mérida, na Venezuela, a companhia aérea começou a operar apenas em 2014 e pouco depois transferiu sua sede para a Bolívia. Sua especialidade eram voos fretados para times de futebol da América Latina, já que oferecia flexibilidade para pousar em aeroportos remotos.

O avião que caiu com a Chapecoense, deixando 71 mortos, era o único de sua frota em condições de operar. Um de seus sócios era Miguel Quiroga, que pilotava a aeronave e morreu na tragédia. A principal hipótese para explicar o desastre é a falta de combustível.

[política] Após desobedecer liminar, Renan diz que decisão do STF 'é para se cumprir'

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse a jornalistas nesta quinta-feira (8) que decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) é “para se cumprir”. A declaração acontece dois dias depois que Renan, com aval da Mesa do Senado, desobedeceu uma decisão do ministro Marco Aurélio, do STF, que determinava o afastamento do senador da presidência da Casa.

No entendimento do ministro, o senador não poderia ocupar um cargo na linha de sucessão presidencial por ter se tornado réu em uma ação no tribunal.

Além de ter insistido em se manter no cargo, Renan não quis assinar a notificação que um oficial de Justiça tentou, por duas vezes, entregar a ele.

Nesta quarta-feira, em julgamento no plenário do Supremo a maioria dos ministros decidiu derrubar a liminar de Marco Aurélio. Eles entenderam que Renan deve permanecer no comando do Senado, mas não pode ocupar a Presidência da República caso o presidente Michel Temer e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, primeiro na linha de sucessão, se ausentem.

Após sessão no plenário do Senado no fim da manhã desta quinta, Renan foi questionado por jornalistas se havia conversado com Michel Temer sobre a decisão da Suprema Corte e se o presidente havia ficado “aliviado”.

“A decisão do Supremo fala por si só. Não dá para comentar decisão judicial. Decisão do STF é para se cumprir”, respondeu o senador.

O Palácio do Planalto estava preocupado com o afastamento de Renan em razão da conclusão da análise da PEC que estabelece um teto para os gastos públicos pelos próximos 20 anos.

O receio era de que o vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), substituto de Renan, não colocasse o tema em votação no dia 13 de dezembro, quando está previsto segundo turno de análise da proposta.

Isso porque o partido de Viana, o PT, é contrário ao texto por acreditar que a proposta vai estagnar investimentos em saúde e educação. Por outro lado, a PEC é considerada por governistas como o principal mecanismo para reequilíbrio das contas públicas.

O governo quer que o teto de gastos seja aprovado ainda neste ano para que as regras já possam valer em 2017.

[segurança] Após operação contra fraudes, prédio do MP é arrombado no RN

A sede do Ministério Público de São José do Campestre, cidade do Agreste potiguar, foi arrombada na madrugada desta quarta-feira (7). Nesta quarta-feira (7) o MP deflagrou uma operação destinada a apurar um esquema de desvio de recursos públicos instalado na prefeitura da cidade. O ex-prefeito foi preso.

De acordo com a assessoria de imprensa do MP, os criminosos entraram pela porta dos fundos e o arrombamento só foi notado quando o vigilante chegou para trabalhar. O prédio fica no centro da cidade. O Itep foi chamado para fazer uma perícia do local. O objetivo é saber o que foi levado.

Após o crime, a sede do Ministério Público suspendeu o funcionamento na cidade. Ainda segundo a assessoria do órgão, a documentação da Operação Démodé já estava em Natal. O MP vai investigar se o arrombamento tem ligações com a operação.

Fonte: Do G1RN

[cotidiano] Assembleia entrega título de cidadania à Juíza Kátia Cristina e ao Promotor Sílvio Brito

Uma paulista e um pernambucano são os mais novos cidadãos do Rio Grande do Norte. Os títulos foram entregues à juíza titular da Vara do juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Apodi, Kátia Cristina Guedes Dias, e ao Promotor de Justiça Sílvio Ricardo Gonçalves de Andrade Brito, em sessão solene realizada na manhã desta quinta-feira (8), no plenário da Assembleia Legislativa, por proposição do deputado Gustavo Carvalho (PSDB).

“O título honorífico de Cidadão Norte-Rio-Grandense é a mais alta honraria concedida por este Poder, e tem como finalidade maior enaltecer as ações positivas e valores que forjam homens e mulheres em verdadeiros cidadãos e cidadãs de nossa terra. Para merecer este reconhecimento, o cidadão tem de ser consciencioso das suas responsabilidades, enquanto parte integrante de um grande e complexo organismo que é a sociedade, e os entes federados União, Estado e Município, para cujo bom funcionamento todos têm de dar sua parcela de contribuição para o desenvolvimento do bem comum. Cidadãos como a juíza Kátia Dias e o promotor Sílvio Ricardo”, disse o deputado Gustavo Carvalho.

[política] Deputados querem punir atuação do STF

Deputados vão pressionar o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Osmar Serraglio (PMDB-PR), para incluir na pauta da próxima semana um projeto de lei que prevê o crime de responsabilidade para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) por usurpação de competência do Poder Legislativo ou do Executivo.

O projeto apresentado em março deste ano já tem parecer pronto do relator Marcos Rogério (DEM-RO) pela admissibilidade da proposta. Falta apenas pautar para votação na CCJ.

Um dos autores do projeto é o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), que considera oportuna a apreciação da admissibilidade do projeto antes do recesso. “Vai depender do que acontecer hoje (ontem)”, disse Sóstenes, ao se referir ao julgamento do afastamento do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) do comando do Senado.

No início da noite desta quarta-feira, 7, por 6 votos a 3, os ministros decidiram manter Renan na presidência da Casa. Na segunda-feira, o ministros Marco Aurélio Mello havia decidido pelo afastamento do senador do cargo.

Sóstenes citou como exemplos de “ativismo” exacerbado algumas decisões da Corte, como a que proibiu a vaquejada por entender que a prática causa sofrimento ao animal, o reconhecimento da união estável entre pessoas do mesmo sexo e a decisão da Primeira Turma do STF de que não é crime o aborto realizado durante o primeiro trimestre de gestação.

“Em vários momentos estão usurpando as prerrogativas”, afirmou o deputado, integrante da bancada evangélica.

Apoio

Sóstenes calcula que já tem apoio suficiente para incluir o tema na pauta. Além disso, ele disse que alcançou os votos necessários para aprovar a proposta na CCJ. Para levar à votação, ele terá de vencer a resistência de Serraglio.

Ativistas de grupos que se intitulam “pró-vida” fizeram pressão na sessão de ontem para incluir o tema na pauta de discussões da comissão.

À reportagem, Serraglio disse que tem outras prioridades para votar na comissão, entre elas a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência. O presidente da CCJ afirmou também que não quer dispor de tempo com outras matérias que causam “celeuma” e anunciou que não pretende pautar o projeto de Sóstenes. “Não é a hora de pautar. Dá a impressão que é coisa despropositada. Tem de ser votado na hora em que as coisas estiverem serenadas”, disse Serraglio. 
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

[cotidiano] Avião de pequeno porte cai durante aterrissagem na Suíça

Aeroporto Basel-Mulhouse
Um avião de pequeno porte caiu durante uma tentativa de aterrissagem sob forte nevoeiro no aeroporto da Basileia, na Suíça, nesta quarta-feira. Uma pessoa morreu no acidente.

Bombeiros foram acionados para apagar as chamas provocadas pela queda, que ocorreu às 17h40 pelo horário local (14h40 em Brasília). As autoridades não informaram se a vítima era o piloto da aeronave ou um passageiro, e se o acidente deixou feridos.

O aeroporto foi fechado e todos os voos foram cancelados, o que provocou um “certo grau de caos” no saguão, segundo um jornalista da emissora estatal suíça SRF. Entre os passageiros que perderam os voos estavam centenas de torcedores do time de futebol inglês Arsenal, que havia jogado contra um time local pela Liga dos Campeões.

Nesta quarta-feira, um avião da Pakistan International Airlines com 48 pessoas a bordo caiu em uma área montanhosa no norte do Paquistão. A aeronave voaria de Chitral, no noroeste do país, para a capital Islamabad, uma rota frequente. Todos os passageiros e tripulantes morreram.
Fonte: MSN.com

[cotidiano] Município do Rio Grande do Norte recebe sistema de dessalinização

A comunidade de Riacho Fechado (RN), a 130km de Natal, passa a contar, a partir desta sexta-feira (9), com um sistema de dessalinização, que vai proporcionar água de qualidade para o consumo humano.

Cerca de 1,2 mil pessoas serão beneficiadas. Cada família receberá diariamente 40 litros de água. O sistema será inaugurado pelo Programa Água Doce (PAD), coordenado pelo Ministério de Meio Ambiente (MMA).
Fonte: Defato

[polícia] Adolescente é apreendido suspeito de incendiar carro de prefeitura no RN

Carro pegou fogo no pátio interno da prefeitura de São João do Sabugi  (Foto: PM/Divulgação)
A Polícia Militar apreendeu nesta quinta-feira (8) um adolescente suspeito de ter ateado fogo em um carro da prefeitura de São João do Sabugi, cidade da região Seridó potiguar. O crime aconteceu na noite desta quarta-feira (7).

Segundo a assessoria de imprensa da PM, o patrulhamento foi intensificado e a corporação conseguiu localizar o suspeito, que confessou a ação. Ainda segundo a PM, o menor disse que é usuário de drogas e já cometeu outros atos infracionais, mas não explicou o motivo de ter incendiado o carro. Ele foi conduzido em flagrante à Delegacia de Polícia Civil e fica à disposição da Justiça.

De acordo com a PM da cidade, o veículo estava estacionado no pátio interno da prefeitura. “Populares ajudaram a conter as chamas. Recebemos a denúncia por volta das 20h30”, relatou um dos soldados da corporação. O fogo foi contido com a ajuda de um carro-pipa da prefeitura.
Fonte: G1RN

[política] TRF nega pedido de revogação da prisão de ex-primeira dama do Rio

Rio de Janeiro - A ex-primeira dama Adriana Ancelmo, alvo de condução coercitiva, chega à sede da Polícia Federal (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
O desembargador federal Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) negou ontem (7) habeas corpus que pedia a revogação da prisão da ex-primeira dama do estado do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo, detida no Complexo Penitenciário de Bangu. Esposa do ex-governador Sérgio Cabral, que também está preso no complexo, ela foi presa preventivamente na última terça-feira (6), acusada de lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa.

A defesa de Adriana Ancelmo alegou que ela não oferece riscos à ordem pública nem às investigações da Operação Calicute. Além disso, é mãe de dois filhos menores de idade que estão desamparados, já que o pai, Sérgio Cabral, também está preso em Bangu. O desembargador também negou a prisão domiciliar à ex-primeira dama.

O magistrado, no entanto, considerou que a prisão é necessária porque “o crime de organização criminosa, como o narrado na representação e nos autos” deve ser tratado com “a gravidade legalmente determinada. Em outras palavras: a repressão à organização criminosa que teria se instalado no governo do estado do Rio de Janeiro há de receber deste Juízo Federal o rigor previsto no Ordenamento Jurídico nacional e internacional, sem perder de vista a obediência inafastável do devido processo legal”, disse o desembargador em seu despacho.

Ontem, a 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região também negou a libertação de mais dois réus da Operação Calicute: Hudson Braga, ex-secretário estadual de Obras, e Carlos Miranda, ex-assessor de Cabral.

[cotidiano] Detran entrará em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira

detran-rn
Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran-RN) vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira (12). A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Indireta do Estado (Sinai), Santino Arruda, à reportagem. 

Segundo Santino, a categoria optou pela paralisação devido ao fato do Governo do Estado não ter encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado (AL-RN) a proposta de reajuste salarial, que vem sendo solicitada pelos servidores desde o começo do ano.

“Decidimos parar por tempo indeterminado e estaremos mobilizados na segunda-feira a partir das 7h30 em frente ao Detran. Sabemos que o Governo tem trabalhado para evitar esse desgaste, mas chegamos num momento que não poderíamos mais ficar parados. Desde janeiro estamos pedindo reajuste e nada foi feito neste sentido”, declarou.

Com a greve, diversos serviços ficarão sem funcionamento no órgão e a população terá de esperar por um acordo dos servidores com o Estado até que a situação volte a ser normalizada. A mobilização dos funcionários será realizada em frente a sede do Departamento, no bairro de Cidade da Esperança.
Fonte: Agora RN

[política] Após decisão do STF, brasileiros se revoltam nas redes sociais






[política] Prefeito de Apodi anuncia adiamento de inauguração de Praça

Pelas redes sociais o prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro (PCdoB), anunciou que a inaguração da Praça Dom José Freite de Oliveira Neto, a qual estava prevista para hoje (08), foi adiada para o dia 22 deste mês.

Segundo o prefeito a justificativa está relacionada a montagem das barracas da festa de padroeira que impede a colocação das plantas de paisagismo, adquiridas para o local.

A Praça Dom José Freire adquiriu esse nome na gestão do atual prefeito Flaviano, antes ela se chamava praça Getúlio Vargas e teve a obra iniciada ainda na gestão da ex-prefeita Gorete Silveira (PMDB).

[humor] STF apresenta novo absorvente brasileiro



[cotidiano] Terremoto atinge extremo oeste da China

Um terremoto de 5,9 graus de magnitude abalou a região de Xinjiang, no extremo oeste da China, informou o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS), mas não provocou vítimas ou danos materiais consideráveis.

O tremor aconteceu a 13 quilômetros de profundidade, de acordo com o USGS, com o epicentro 100 km ao oeste da capital regional Urumqi, informou o canal estatal CCTV.

O centro sismológico da China calculou em 6,2 a magnitude do terremoto e mencionou tremores secundários de até 3,9 graus de magnitude.

Fonte: G1

[política] Mantido pelo STF, Renan hoje sessão para discutir abuso de autoridade

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), comandará na manhã desta quinta-feira (8) a primeira sessão de votações no plenário da Casa após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir mantê-lo no cargo.

Na última segunda (5), o ministro do STF Marco Aurélio Mello determinou, em decisão provisória, o afastamento de Renan da Presidência do Senado. A medida, no entanto, foi rejeitada pela maioria dos magistrados da Corte em julgamento nesta quarta (7), algo que o senador alagoano avaliou como uma decisão "patriótica".

A pauta da sessão do Senado desta quinta possui 17 itens. Entre os projetos, está o que endurece as punições para autoridades que cometem abuso. O plenário, contudo, deverá analisar um requerimento de 22 senadores que pede a retirada da urgência dessa proposta, apresentada por Renan, o que pode fazer com que o texto não seja votado nos próximos dias.

Alvo de críticas de representantes do Judiciário e do Ministério Público, a proposta também foi criticada nos protestos que ocorreram no país no último fim de semana.

Setores contrários à medida argumentam que ela representa uma espécie de retaliação de Renan Calheiros às investigações que envolvem políticos – o senador responde inquéritos no STF no âmbito da Operação Lava Jato e é réu em uma ação penal.

Investigado na Lava Jato, o presidente do Senado defende a proposta e diz que a legislação sobre o abuso de autoridade precisa ser atualizada para proteger o cidadão de arbitrariedades.

[cotidiano] Indonésia procura sobreviventes após terremoto

As equipes de resgate ainda tentam nesta quinta-feira (8) encontrar sobreviventes um dia depois do terremoto de 6,5 graus que deixou mais de 100 mortos e 700 feridos. As autoridades indonésias fizeram um apelo urgente de ajuda para atender os feridos e os desabrigados.

O tremor de 6,5 graus provocou muita destruição por ter acontecido a baixa profundidade. Casas, mesquitas e lojas desabaram em toda a província de Aceh, no extremo norte da ilha de Sumatra.

As equipes de resgate trabalhavam nos escombros para tentar captar qualquer movimento, mas a cada hora diminuem as possibilidades de encontrar sobreviventes.

Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência nacional de emergências, informou que o balanço da tragédia subiu a 102 mortos.

O presidente do país, Joko Widodo, pediu a todos os indonésios que rezem pelos moradores da região afetada. "Aceh não está sozinha", escreveu no Twitter.

As atenções estão voltadas agora para a assistência aos feridos e desabrigados.

[política] Governo recua na reforma da Previdência e retira bombeiros e policiais militares

Um dia depois de anunciar sua proposta de reforma da Previdência Social, o governo já fez o primeiro recuo. Depois de reunião com o ministro da Defesa, Raul Jungman, o presidente Michel Temer comunicou à equipe econômica que bombeiros e policiais militares ficarão de fora das mudanças no regime de aposentadorias do país.

Essas duas categorias hoje são beneficiadas por regimes especiais e têm forte impacto sobre as contas dos estados. Por isso, a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma era abrangente e só deixava de fora as Forças Armadas. No entanto, diante de pressões políticas, o Planalto decidiu deixar bombeiros e PMs para serem tratados num projeto à parte.

Nos bastidores, interlocutores do Planalto admitiram que o governo não quer correr o risco de se indispor com esses servidores num momento de tensões políticas, em que ocorrem manifestações nas ruas do país.

Fonte: O globo

[segurança] Carro da prefeitura de cidade do Seridó potiguar é incendiado

Um carro da Prefeitura de São João do Sabugi, cidade da região Seridó potiguar, foi incendidado na noite desta quarta-feira (7). A Polícia Militar ainda investiga as causas do incêndio e não descarta a possibilidade de um ataque criminoso. As chamas destruíram o automóvel, um Fiesta. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a PM da cidade, o veículo estava estacionado no pátio interno da prefeitura. “Populares ajudaram a conter as chamas. Recebemos a denúncia por volta das 20h30”, relatou um dos soldados da corporação. O policial disse que as imagens das câmeras de segurança serão analisadas. O fogo foi contido com a ajuda de um carro-pipa da prefeitura.

[política] Planalto comemora decisão do STF que teve apelo de Temer e dois ex-presidentes

O Palácio do Planalto comemorou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira que manteve Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência do Senado. Preocupado com o risco de uma paralisia da votação de matérias do ajuste fiscal, como a PEC que estabelece o teto de gastos pelo poder público, o presidente Michel Temer se mobilizou desde a tarde de terça para tentar uma “solução alternativa” à liminar do ministro Marco Aurélio Mello, que retirava Renan do poder.

Cúpulas do Senado, do PMDB e do PSDB, ex-ministros do STF, e os ex-presidente da República José Sarney e Fernando Henrique Cardoso passaram a atuar junto a ministros do STF, num apelo para que não se ampliasse o clima de instabilidade política no país, com o afastamento de Renan a poucos dias do início do recesso parlamentar.

Fonte: O globo

[cotidiano] Astronauta publica foto da foz do Rio Apodi vista do espaço

O astronauta francês Thomas Pesquet, que está a bordo da Estação Espacial Internacional desde o dia 17 de novembro, publicou nesta quarta-feira uma imagem da costa brasileira vista do espaço.

A foto mostra a foz do Rio Apodi, no Estado do Rio Grande do Norte. Em sua conta no Twitter, Pesquet disse: “Olá, Brasil. Vocês têm uma costa maravilhosa e a foz desse rio como um vitral chamou a atenção dos meus olhos”.

A imagem de Pesquet no Twitter já tinha mais de 1,5 mil compartilhamentos poucas horas depois da publicação. Veja a seguir outras imagens do espaço divulgadas pelo astronauta.

Foto: Thomas Pesquet/ESA/Nasa

[cotidiano] Jovem Leiloa virgindade e fatura 7 milhões de reais

Aleexandra Khefren é uma jovem de 18 anos que vive na Romênia e decidiu fazer algo polêmico com o próprio corpo: por à venda a sua virgindade.

Aleexandra anunciou sua virgindade em uma agência de acompanhantes e garotas de programa, que organizou o leilão e deve ficar com 20% dos lucros. Ela tinha colocado um preço inicial de 850 mil libras para a sua primeira vez, o equivalente a R$ 3,6 milhões, de acordo com informações do jornal britânico “Metro”.

Por ser algo inusitado, o leilão gerou grandes controvérsias, inclusive com a família da jovem. Toni e Elena, os pais de Aleexandra, ameaçaram deserdá-la e assim o caso ficou público e ganhou visibilidade. Com isso, surgiram muitos homens dispostos a desembolsar muito dinheiro pela primeira relação sexual da jovem. Ela recebeu diversos lances mais altos do que o inicial, e o maior é de um homem de negócios que ofereceu 1,7 milhão de libras, ou mais de R$ 7 milhões.

[política] Renan inaugura a politização do judiciário

Se o afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado foi um ato de “judicialização da política”, como definem no Congresso as sentenças envolvendo parlamentares, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de desautorizar um dos seus ministros, desrespeitado e até insultado na véspera pelo próprio senador, indica a “politização do Judiciário”. Um “acordão” manteve Renan na presidência do Senado.

A suspeita de “acordão” surgiu quando o ministro Celso de Mello foi o primeiro a votar. Como decano, ele é sempre o último a votar.

Quando Celso de Mello propôs a manutenção de Renan na presidência do Senado, outros ministros se sentiram encorajados a seguir seu voto.

Já pela manhã, para preparar o ambiente, o STF antecipou a jornalistas amigos que os ministros manteriam Renan na presidência do Senado.

Fontes ligadas ao STF garantem que participaram da armação pró-Renan políticos do PSDB, PMDB e PT, e até o Palácio do Planalto.

Fonte: Diário do Poder

[esporte] Grêmio festeja ‘penta’ da Copa do Brasil em Porto Alegre

Não deu para o Atlético. O Grêmio é penta da Copa do Brasil, com méritos. O time alvinegro lutou, mas esteve longe de ter chances reais de reverter a derrota por 3 a 1 no Mineirão. Na Arena, o time gaúcho foi coeso, seguro defensivamente e conquistou o quinto título do torneio com o empate por 1 a 1, quebrando jejum de 15 anos sem taças expressivas.

O Tricolor chegou a estar perto de outra vitória depois que o Bolaños, aos 43 da etapa final, abriu o placar. Mas o também equatoriano Cazares deu números finais à partida aos 46 ao marcar um gol antológico do meio-campo. A bola surpreendeu Grohe e entrou no ângulo.

O Galo fecha 2016 sem o tão desejado bi da Copa do Brasil e sem títulos. Algo frustrante para o elenco que, durante todo o ano, foi apontado como o melhor do país.

A saída de Marcelo Oliveira do comando do Atlético não surtiu o efeito desejado. O time de Diogo Giacomini até mostrou mais organização, principalmente na saída de bola. No entanto, o ataque alvinegro, tão poderoso na temporada, produziu poucas chances claras. O goleiro do Grêmio, Marcelo Grohe, não fez nenhuma defesa durante os 90 minutos.

Defensivamente, o Grêmio esteve novamente impecável. Com o time quase todo atrás da linha central, os gaúchos não deram chances aos mineiros. Em momento algum os atleticanos tiveram uma oportunidade real de gol em jogada construída. O esforço defensivo do time tricolor resultou na conquista do título.

Na noite que começou com homenagens à Chapecoense e com os atletas dos dois times abraçados no minuto de silêncio respeitado às vítimas, o final foi vexatório. Atleticanos partiram para cima de Bolaños, que tentava atrasar uma cobrança de falta, e foi iniciada uma grande confusão. Agressões e empurra-empurra prosseguiram depois do apito final, principalmente com os zagueiros Erazo, do Galo, e Kannemman, do Grêmio. O episódio estragou a atmosfera na Arena, que deveria ser apenas de festa e respeito.